Roberto Damata escreveu: ?... Na verdade, a humanidade toda é romance. E motivo!? Estilo, concisão e harmonia. Enredo, começo, meio e fim. Em ?Como saber se o amor chegou? retrataste a vida suburbana com todos os contornos da incerteza e das carências da vida, na espera de um arrimo ou da recomposição de uma alma marcada pelas durezas da existência. Um pedaço de papel, uma poesia inacabada e, abruptamente, novas sensações, pensamentos e motivações, com a esperança - desesperança - de um reencont
Product ID: 265
Product SKU: 265
New In stock />
Em espirais

Em espirais

Carregando...
Simulador de Frete
- Calcular frete

Roberto Damata escreveu: “... Na verdade, a humanidade toda é romance. E motivo!” Estilo, concisão e harmonia. Enredo, começo, meio e fim. Em “Como saber se o amor chegou” retrataste a vida suburbana com todos os contornos da incerteza e das carências da vida, na espera de um arrimo ou da recomposição de uma alma marcada pelas durezas da existência. Um pedaço de papel, uma poesia inacabada e, abruptamente, novas sensações, pensamentos e motivações, com a esperança – desesperança - de um reencontro. Ofertado pelo acaso, o amor!
Calmo como o riacho murmurando, a estrela cintilando, o pássaro cantando e sonhando, o idoso recordando, a mãe amamentando e o perdão pacificando. Bonito! Expressando um final feliz no cotidiano da vida, em um retratar sintético das angústias existenciais de terceiros, com as quais, em geral, não nos identificamos- ou não imaginamos – vez que distantes de nós e de nossas “prioridades” unilaterais, de um viver no casulo individual, sem abertura de janelas para um mundo além dessas nossas fronteiras restritas de egoísmo, mas pela insidiosa rotina alienante do casulo. Meus parabéns!
Abraço.
Prof. B/Moreira

Sobre a autora
Ivette Gomes Moreira nasceu na cidade de Ribeirão Preto, Estado de São Paulo, em 15 de março de 1939. Casada, mãe de um filho e duas filhas gêmeas. Avó de duas meninas e três meninos.
A carreira profissional foi atípica, uma espiral ascendente, coincidente com sua vida escolar: costureira, balconista, auxiliar de escritório, secretária sênior e após, secretária bilíngue. Formada Pedagoga após o casamento, militou na educação do Estado de São Paulo, tendo sido professora, coordenadora pedagógica, diretora de escola e supervisora escolar. Depois do casamento teve, em seu marido Roberto Moreira, um companheiro e incentivador para chegar à escolarização regular e à plenitude profissional.
Atualmente, aposentada , escreve crônicas e contos. Escreveu seu primeiro conto em 1976 e só retomou sua escrivinhação em 2007, incentivada pelo filho , escrevendo memórias sobre a cidade de São Paulo, no site saopaulominhacidade.com.br. O impulso maior, que a fez firmar-se na escrita literária, foi dado pelo site www.limacoelho.jor/vitrine.br, que a oxigena cotidianamente.
Em 2008 teve algumas de suas memórias publicadas no livro saopaulominhacidade.com-mais de mil memórias, da Secretaria de Esportes e Turismo de SP e a crônica O amor está sempre no ar, na Revista TUDO, nº 4, Cotia, SP.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Características


  • Autor: Ivette Gomes Moreira
  • ISBN: 9788580680737
  • Editora: Livro Novo
  • Edição: 1ª
  • Encadernação: Brochura
  • Número de páginas: 174
  • Idioma: Português
  • Edição Ano: 2019

Confira os produtos